quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Priscilla Ahn - A Good Day

Comecei a ouvir este álbum sem pretensão nenhuma. Particularmente, adoro mulheres cantando, e isso já é meio caminho andado para eu gostar, e até por isso, dou um desconto e nem posto aqui todas as cantoras que escuto.


Mas esse álbum é diferente! Priscilla Ahn tem uma voz macia e passeia entre os instrumentos de forma natural e é impossível ficar só ouvindo. A começar pela excelente “Dream“ onde não há nenhuma disputa entre voz e instrumentos e por esse caminho entra a seguinte “Wallflower”.


Vemos um ar country em “I Don´t Think So” que permanece nas lentinhas “Masters In China” e “Leave The Lights On” onde fica inevitável a comparação com Norah Jones (mas qual o problema? Ela é ótima também!) até que o álbum vai ganhando um corpo mais Indie e mais moderno quanto mais se chega ao fim. O minimalismo no caso de Priscilla funciona e muito, pois sua voz compensa qualquer falta de instrumentos.


Depois de um álbum cantado com emoção, chega-se ao fim das 11 músicas de bem com a vida!


Filha de Coreanos, a moça que nasceu em 1984 foi criada entre a Geórgia (EUA) e a Coréia do Sul mas sua carreira começou depois que ela se estabeleceu em Los Angeles e emplacou duas de suas músicas em episódios de Grey´s Anatomy.


Este seu primeiro álbum foi lançado em junho de 2008 e pelo visto será o primeiro de muitos.




Ocorreu um erro neste gadget