domingo, 23 de novembro de 2008

AC/DC - Black Ice

É difícil definir a sensação de escutar este álbum. Na minha adolescência AC/DC era rotulado como “Heavy Metal” e enquadrava-se na mesma categoria de super bandas como Led Zeppelin, Kiss, Iron Maiden, Van Halen, etc.., todas, bandas de “Heavy Metal”, eram o que existia de mais barulhento e rebelde na época.

Eu passava batido de toda essa rebeldia e, devido ao rótulo Rebelde que essas bandas carregavam, não me deixava nem escutar com calma nenhuma delas. Eu, definitivamente, não era um rebelde.


O fato é que passados uns 10 anos comecei a escutar com calma algumas dessas bandas e descobri que perdi um tempo danado.

Portanto ouvir esse AC/CD cheio de inéditas é recuperar um pouco esse tempo que literalmente, não vi passar.Ouvir “Black Ice” é beber na fonte no melhor do que Rock´n Roll pode oferecer. Riffs inspirados de guitarra o tempo todo, com direito às boas e velhas partes de solo (onde elas estão hoje?), bateria marcada com viradas na hora certa e vocais agressivos.


Brian Johnson (voz) Angus Young (guitarra solo), Malcolm Young (guitarra base), Phil Rudd (bateria) e Cliff Williams (baixo) fazem um som agressivo, jovem e ainda rebelde, só que hoje a rebeldia é outra. Ao manter intacto seu som essa banda australiana, formada em 1973, nos mostra sutilmente como o “rock” se dividiu em diversos novos caminhos e tornou-se difícil encontrá-lo em estado bruto.


Mas ele está aí, na cara, pra quem quiser ouvir e sentir.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget